Atenção ao Paciente: Depoimentos

Andréa Bastianel

Tipo de cirurgia: Bypass Gástrico (IMC 41)

Cirurgia realizada em 16 de julho de 2014
Paciente com 32 anos
Residente em Canoas

"A vontade de fazer redução de estomago era antiga, porque sempre briguei com a balança, mas não tinha peso para tal procedimento.
Em 2011 engravidei do meu segundo filho e fui aos 106 kg (tenho 1,63 de altura), logo depois que ganhei o bebe (12/2011) continuei muito acima do peso 94 kg. Depois de 4 meses, em 04/2012 em uma consulta de rotina com minha ginecologista, tive o empurrão que faltava (já estava com 98 kg e com tendinite nos tornozelos). “Déia, faz a redução, a fulana, a ciclana e a beltrana fizeram e estão muito felizes. Fizeram com o Doutor Renato Souza, no Divina, em Porto Alegre.”
Sai do consultório dela decidida. Liguei e marquei consulta para o dia 12 julho 2012. Na consulta que fui acompanhada do meu marido, o Dr. Renato explicou tudo como funcionava, amei. No outro dia já estava com as consultas marcadas para todos os especialistas da equipe para poder passar pelo procedimento. Participei da reunião do Hospital Divina, enfim, consultas e exames realizados, marcamos a cirurgia para o dia 26/09/2012 as 6hs, já estava com 106kg novamente.
Internei no dia 25, estava muito tranquila e determinada. Porém, como toda cirurgia tem riscos, pensava nos meus filhos que dependem de mim (na época, um de 8 meses e outro de 6 anos). Mas estava muito consciente do que estava fazendo. Se Deus me quisesse iria de qualquer jeito, na cirurgia ou atropelada na esquina. Então, relaxei e adormeci. As 5 hs o enfermeiro me acordou, me deu um remédio e disse para esperar deitada que logo viriam me buscar. Não lembro de nada mais. Só sei que acordei na sala de observação e estava tudo muito bem. Cirurgia realizada com sucesso, fui para o quarto. Ao meu lado tinha uma paciente com operação na coluna. Na hora das refeições, aquele cheirinho de comida, e pra mim, só 30 ml de água. Algo impressionante, mas não tinha fome e quase não conseguia tomar aqueles 30 ml que pareciam 1 litro, algo incrível. Passei os dias no hospital brincando com as tias da refeição. “oba, chegou meu xis, minha pizza, minha lasanha”.
O mais difícil nos 15 primeiros dias, foi não mastigar, porque fome eu não tinha. Bem pelo contrário, tinha que me policiar para comer (tomar) de hora em hora, se não, esquecia. Depois dos 15 dias passei para o pastoso (comida de bebê), era muito bom comer aquelas papinhas, mas 100gr e olhe lá, porque era muito comida, rsrsrs. Com 23 dias de cirurgia foi o aniversário de 7 anos do meu filho, imagina aquela mesa farta de doces e salgados e meus amigos perguntavam, tu não vai comer? Vou, logo vou comer minha “papinha”. Sabia que não podia comer aqueles doces e salgados e como estava bem consciente e determinada deste o dia em que marquei a consulta. Não tinha nem vontade de comer aquelas guloseimas.
Com 28 dias após a cirurgia e 10 kg a menos, a nutricionista me liberou para comer a comida normalmente. Gente, nunca pensei na minha vida comer tão pouco. As pessoas ficavam olhando com cara de pavor, nossa tu não te sente fraca, tu não come nada, eu dizia, não tenho fome. No restaurante onde eu almoço, próximo ao meu trabalho, ficavam de boca aberta olhando meu prato, que quando eu pesava custava 2 ou 3 reais, e as vezes, nem conseguia comer tudo o que colocava no prato. Rsrsrs.
Depois de 3 meses, já havia perdido 20kg e já estava bem acostumada com a mudança pós cirurgia, tudo foi se encaixando melhor e quando vi já estava com 39 kg a menos (10/2013). Nossa, o mesmo peso da soma dos meus dois filhos juntos. Quase não consegui segurá-los, incrível. Gente, eu carregava este peso todos os dias, 24 horas por dia. Que loucura.


Hoje, 05/2014 estou com 35 anos 62 kg (menos 44 kg), um sonho realizado. No mês que vem vou fazer minha abdominoplastia. Vou ficar ainda mais realizada, pois, depois de perder todo este peso e duas gestações, tenho muita pele para retirar.
Estou muito feliz, posso sentar no chão para brincar com meus filhos e sei que vou conseguir levantar com muita facilidade. Corro e brinco de esconder com eles. Outro dia em um aniversário pulei na cama elástica com o mais velho, foi o máximo. A cada dia me amo mais. E sei que agora e só me manter, com a mesma determinação que decidi fazer a redução.
Certamente, tenho muito a agradecer a equipe CITOM, uma equipe maravilhosa, responsável com suas funções, muito atenciosa e querida. Obrigado à todos os médicos e envolvidos na equipe CITOM, sem vocês minha determinação não teria sido realizada.
Agradeço também a minha família, que me apoiou muito neste momento. Vocês são demais!!!
Indico a equipe CITOM, para todos que perguntam o que eu fiz que emagreci tanto, ou para aqueles que já sabem o que fiz e querem recomendações.
Parabéns para vocês pelo profissionalismo e parabéns para mim pela decisão.

CALCULE SEU IMC

Para calcular seu IMC, Informe seu peso: e altura:
IMC Classificação
< 18.5 Kg/m² Desnutrição
18.6 a 24.9 Kg/m² Normal
25 a 29.9 Kg/m² Sobrepeso
30 a 34.9 Kg/m² Obesidade grau I
35 a 39.9 Kg/m² Obesidade grau II
> 40 Kg/m² Obesidade grau III

Observação:
É importante consultar um especialista, pois o IMC não analisa as proporções de músculos, gordura, ossos e água no corpo.
Fonte ASBS.